sábado, 10 de setembro de 2011

O Diário de Carrie


Autor: Candace Bushnell
Ano: 2010
Editora: Oficina do livro
Número de páginas: 391

Classificação: 3/5
Lido entre 03/09/2011 e 07/09/2011 (5 dias)


Opinião:
De uma série de livros que me emprestaram, este foi aquele que escolhi para ler em primeiro lugar. Foi aquele que me chamou mais à atenção. Pareceu-me o mais interessante. E gostei da leitura. Mas estava à espera de melhor. Achava que ia gostar MESMO. O livro pretende demonstrar como seria a vida da personagem Carrie antes do filme "Sexo e Cidade", durante o tempo de Secundário. Achei que as personagens são tão demasiadamente "americanas". Acho que em Portugal as pessoas são um misto de várias coisas. Lá são demasiado dividas por grupos: ou os "populares" ou os "totós" e por aí adiante. O livro tem algumas cenas bastante interessantes e consegui retirar algumas frases que serviram de "pensamento do dia". A crítica negativa que faço ao livro é por colocar praticamente todas as personagens constantemente a fumar, a beber e fala-se imenso de sexo. Já li histórias do género e que gostei muito mais do que deste romance precisamente devido a esse ponto.



Sinopse:
"Antes de Nova Iorque. Antes da coluna sobre sexo e amor mais lida da Big Apple. Antes da entrada em cena de Samantha, Charlotte, Miranda e Mr. Big - sem esquecer os cup cakes e os cosmopolitans -, Carrie Bradshaw era uma rapariguinha de uma pequena cidade americana que desejava o melhor para si. 

Carrie estava preparada para a vida «a sério», mas primeiro teria de terminar com êxito o secundário. Até aqui, ela e os seus amigos eram inseparáveis, mas, depois do sedutor Sebastian Kydd e da traição de uma amiga, Carrie começa a questionar tudo o que tinha vivido até aquele momento. Decide partir para Nova Iorque e é aí que uma nova vida vai começar... 
O Diário de Carrie é a história de uma rapariga de liceu e dos seus amigos de sempre, da sua família e da descoberta de um talento para escrever de uma forma única sobre as relações entre amigos, família, rapazes e raparigas. Dos bancos de escola para a cidade de todos os sonhos e de todos os desejos, a saga da heroína de Sexo e a Cidade. Uma rapariga que sempre soube que um dia iria escrever um livro que mudaria o mundo. Uma personagem que se tornou um ícone de uma geração."

Sem comentários:

Enviar um comentário