domingo, 29 de março de 2009

Che: Part One


Nome em português: Che - O Argentino
Ano: 2008
Género: Biografia, Drama, História
Realização:
Steven Soderbergh
Argumento: Peter Buchman
Elenco:
Benicio Del Toro (como Ernesto Che Guevara), Demián Bichir (como Fidel Castro)

Opinião:
Filme visto a 18.03.2009.
A minha irmã ganhou bilhetes para a ante-estreia deste filme e eu fui vê-lo. Não posso dizer que gostei, mas não foi horrível. Era um bocado seca, e a prova disso é que imensa gente no cinema adormeceu. Obviamente que eu não adormeci. Tenho ideia que a Angélica também foi neste dia connosco, mas não me lembro de pormenores.


Sinopse:
"A 26 de Novembro de 1956, Fidel Castro parte para Cuba com oitenta rebeldes. Um deles é "Che" Guevara, um médico argentino que partilha com Fidel um objectivo - derrubar a ditadura corrupta de Fulgêncio Batista. Che torna-se uma força indispensável e rapidamente aprende a arte da guerrilha. À medida que segue para a frente de combate, Che é adoptado pelos seus camaradas e pelo povo cubano. O Argentino mostra a ascensão de Che na Revolução Cubana, de médico a comandante e, mais tarde, a herói revolucionário."

Trailer:




sexta-feira, 27 de março de 2009

Bedtime Stories


Nome em português: Histórias para adormecer
Ano: 2008

Género: Comédia, Família, Fantasia
Realização:
Adam Shankman
Argumento: Matt Lopez
Elenco:
Adam Sandler (como Skeeter Bronson), Keri Russell (como Jill)


Opinião:

Vi este filme no cinema, em março de 2008, em Aveiro, com a Kat e a minha irmã. Fomos ver por acaso, e sem termos combinado previamente. E, curiosamente, era um dos filmes que eu tinha na lista dos "filmes que quero ver".




Sinopse:
"Skeeter Bronson é um vulgar empregado de um hotel cuja vida sofre uma total reviravolta quando as histórias que ele conta aos sobrinhos para adormecerem começam misteriosamente a acontecer. Ele tenta aproveitar-se do fenómeno, incorporando as suas próprias aspirações em contos estranhos, um a seguir ao outro, mas são as contribuições inesperadas dos seus sobrinhos que viram a vida de Skeeter de pernas para o ar!"

Trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=NSlZmA3dAS8

terça-feira, 24 de março de 2009

The Curious Case of Benjamin Button


Nome em português: O estranho caso de Benjamin Button
Ano: 2008
Género: Drama, Fantasia, Romance
Realização:
David Fincher
Argumento: Eric Roth
Elenco:
Brad Pitt (como Benjamin Button) e Cate Blanchett (como Daisy)


Opinião:
Filme visto em março de 2008.

Fui ver este filme ao cinema com a Angélica e a Cristiana. Um filme mesmo muito fixe! Gostei imenso! Só estava com receio que fosse mais dramático, mas afinal viu-se muito bem.


Sinopse:

"Esta é a história invulgar de um homem que nasce com 80 anos e regride na sua idade; um homem que, como qualquer um de nós, é incapaz de parar o tempo. Durante a sua invulgar viagem, conhecemos as pessoas e os lugares que Benjamin descobre ao longo do seu caminho, dos seus amores, alegrias da vida e da tristeza da morte, e daquilo que dura para além do tempo."

Trailer:



domingo, 22 de março de 2009

August Rush


Nome em português: O som do coração
Ano: 2007

Género: Drama, Música
Realização:
Kirsten Sheridan
Argumento: Nick Castle
Elenco:
Freddie Highmore (como Evan Taylor - 'August Rush'), Keri Russell (como Lyla Novacek) e Jonathan Rhys Meyers (como Louis Connelly)


Opinião:

Filme visto em março de 2008.
Um filme interessante, que eu gostei muito, com tudo a ver com música, mas com algumas situações praticamente impossíveis de acontecer, feitas mesmo porque é um filme.

Arranjei-o porque queria mostrar na escola, aos meus miúdos, mas acabei por não mostrar.


Sinopse:

"Um carismático jovem guitarrista irlandês e uma deslumbrante jovem violoncelista conhecem-se uma noite em Nova Iorque e apaixonam-se profundamente. Separados pelo destino, para trás fica um filho tornado órfão pela força das circunstâncias. Anos mais tarde, a criança, com dotes notáveis para a música, apelidada August Rush, toca nas ruas de Nova Iorque protegida por um misterioso estranho. Através da música, August Rush tudo fará para encontrar os pais de quem foi separado à nascença."

Trailer:


sábado, 21 de março de 2009

Wall-E


Ano: 2008
Género: Animação, Aventura, Família
Realização:
Andrew Stanton
Argumento: Andrew Stanton
Vozes de:
Ben Burtt (Wall-E) e Elissa Knight (EVE)


Opinião:

Filme visto em março de 2009, acho que na escola.
Não gostei nada deste filme. E não percebi nada. Acho que perdi algumas partes e depois acabei por não perceber.


Sinopse:

"Após centenas de anos sozinho a fazer o que foi programado para fazer, WALL-E (Waste Allocation Load Lifter Earth-Class) descobre um sentido na sua existência (para além de recolher desperdícios) quando conhece uma atraente robô chamada EVE. EVE apercebe-se que WALL-E tropeçou, sem saber, na resolução para o futuro da Terra, e corre de volta ao espaço para contar as suas descobertas aos humanos, que têm estado ansiosamente a aguardar por notícias que digam que é finalmente seguro voltar para casa."

Trailer:


quinta-feira, 19 de março de 2009

Definitely, Maybe


Nome em português: Para sempre, talvez
Ano: 2008
Realização:
Adam Brooks
Elenco:
Ryan Reynolds (como Will Hayes), Abigail Breslin (como Maya Hayes) e Elizabeth Banks (como Emily)


Opinião:
Filme visto em 27.02.2009 no "Cine" de cá da igreja. :)


Sinopse:
"Will, um jovem pai, com 30 e tal anos, residente em Manhattan, que atravessa um processo de divórcio, fica surpreendido quando a sua filha de filha de 10 anos, Maya, o começa a questionar sobre a sua vida antes do casamento. Maya quer saber absolutamente tudo sobre como os seus pais conheceram e apaixonaram.


A história começa em 1992, quando o jovem Will, aspirante a politico se muda do Wisconsin para Nova Iorque, a fim de trabalhar na campanha presidencial. Para Maya, Will revive o seu passado como um jovem idealista em aprendizagem dos prós e contras da política na grande cidade, e conta-lhe a história dos seus relacionamentos românticos com três mulheres muito diferentes.

Will tenta desesperadamente contar uma história mais ligeira à sua filha, e altera os nomes de modo que Maya tem de adivinhar quem é a mulher com a qual ele acabou por se casar. Será a sua mãe a namorada da universidade, a simpática Emily? Ou será a amiga de longa data e confidente, a pouco interessada por política April? Ou será a livre-espírito mas ambiciosa jornalista Summer?

À medida que Maya junta as peças da misteriosa história de amor do seu pai, ela percebe que o amor não é assim tão simples ou fácil. E Maya irá também ajudar Will a compreender que, de facto, nunca é tarde demais para voltar atrás e encontrar um final feliz."

Trailer:

quarta-feira, 18 de março de 2009

O vizinho do lado


Autor: José Leonardo
Ano: 2005
Editora: Oficina do Livro

Número de páginas: 220

Lido entre 20/02/2009 e 21/02/2009 (2 dias)

Classificação: 2/5


Opinião:
Este livro foi-me emprestado por uma amiga. Mais um livro emprestado. Acho mais piada ler por livros que não são meus. :p
O espaçamento e as letras são grandes e leu-se super bem e rapidamente.


Sinopse:
"Estas são histórias de pessoas com quem nos cruzamos anonimamente na rua ou das quais podemos ser vizinhos. Pessoas que, num gesto de cirúrgica confissão, falam dos pequenos grandes dramas do seu quotidiano - os segredos, as traições, as manias, os sentimentos comezinhos, os crimes. Em tom coloquial, com pudor ou sem qualquer embaraço, desvendam parte da sua intimidade, quase sempre buscando a cumplicidade do leitor. Uma trintena de narrativas breves que se lêem de um só fôlego e convidam a espreitar para dentro das pulsões mais básicas do ser humano - ou da inusitada realidade dos indivíduos comuns -, num registo por vezes grave, mas de indisfarçável humor e ironia."

terça-feira, 17 de março de 2009

O sabor da liberdade


Autores: Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
Ano: 2005
Editora: Caminho
Número de páginas: 216

Lido entre 17/02/2009 e 21/02/2009 (5 dias)

Classificação: 2/5


Opinião:

Eu gosto dos livros desta colecção. No ano passado li "Uma ilha de sonho" e agora espero ir lendo os restantes desta colecção. Nunca gostei muito de História, mas acho que se aprende imenso com a leitura destes livros.


Sinopse:

"Portugal esteve unido a Espanha 60 anos. Durante esse tempo foi governado pelos reis Filipe II, Filipe III e Filipe IV, que viviam em Madrid. A situação não agradava, houve tentativas de revolta fracassadas, mas no ano de 1640 um grupo de nobres resolveu preparar um golpe-surpresa, restaurar a independência e aclamar um rei português. Ana, João e Orlando chegam a Lisboa poucos dias antes de a revolução estalar. Instalaram-se no palacete da família Corrêa e acabaram por tomar parte não só nos romances e problemas daquela gente e das suas vizinhas de bairro mas também no grande acontecimento que mudou a história do país."

quinta-feira, 12 de março de 2009

A walk to remember


Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2000

Editora: Bantam
Número de páginas: 288

Lido entre 05/01/2009 e 16/02/2009 (43 dias)
Classificação: 3/5



Opinião:
E depois de ter lido este livro em português (podem ver aqui), chegou a vez de o ler em inglês. No ano passado, uma amiga de Lisboa, professora de inglês, tinha-me emprestado este livro para eu treinar o meu inglês. Tinha de ser simples e interessante para eu não desmotivar.


Sinopse:
"Nicholas Sparks conta-nos desta vez a história de dois adolescentes – Landon e Jamie Sullivan. Dois adolescentes com percursos antagónicos e interesses divergentes. Nada mais nada menos do que um jovem estudante boémio e descomprometido e a antiquada filha do pastor baptista de uma pequena cidade americana. Mas naquele estranho Natal de 1958 Landon olhará Jamie com os olhos da paixão o que irá mudar radicalmente o rumo daquelas duas vidas..."

domingo, 1 de março de 2009

Regina Spektor - Fidelity

Eu gosto desta música. E da letra.



I never loved nobody fully
Always one foot on the ground
And by protecting my heart truly
I got lost in the sounds
I hear in my mind
All these voices
I hear in my mind all these words
I hear in my mind all this music

And it breaks my heart
And it breaks my heart
And it breaks my heart
It breaks my heart

And suppose I never met you
Suppose we never fell in love
Suppose I never ever let you kiss me so sweet and so soft
Suppose I never ever saw you
Suppose we never ever called
Suppose I kept on singing love songs just to break my own fall
Just to break my fall
Just to break my fall
Break my fall
Break my fall

All my friends say that of course its gonna get better
Gonna get better
Better better better better
Better better better

I never love nobody fully
Always one foot on the ground
And by protecting my heart truly
I got lost
In the sounds
I hear in my mind
All these voices
I hear in my mind all these words
I hear in my mind
All this music
And it breaks my heart
It breaks my heart
Breaks my
Heart
Breaks my heart