terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Entre les murs


Nome em português: A Turma
Ano: 2008

Género: Drama
Realização:
Laurent Cantet
Argumento: Laurent Cantet 
Elenco: François Bégaudeau


Opinião:
Filme visto em novembro de 2008.
Já andava na ideia de ver este filme há algum tempo e fui vê-lo ao cinema com a Angélica e a Patrícia. Pelas críticas que tinha lido antes sobre o filme, estava com receio que tivesse algumas cenas violentas, mas afinal não tinha nada de especial. Houve quem tivesse considerado o filme muito longo, mas eu não achei. Gostei especialmente dos debates em que se ouviam os argumentos de cada um sobre o mesmo assunto.


Sinopse:
"Premiado com a Palma de Ouro no último festival de Cannes, o filme retrata o quotidiano de uma turma multiétnica de um liceu francês e baseia-se num livro de François Bégaudeau, que interpreta o papel de professor, contracenando com actores não profissionais.

'Este filme não é um documentário, não procurei dar uma imagem global da escola, mas contar o que se passa nesta turma entre este professor e estes 25 alunos. Quis também escolher os momentos em que há tensão, diálogo', afirmou Laurent Cantet aos jornalistas, quando questionado sobre as críticas que têm sido feitas por alguns professores.
"A Turma" não é um filme "para falar de autoridade".
O realizador explicou ainda que gosta de trabalhar associando actores profissionais e não profissionais, o que considera uma "experiência enriquecedora", e adiantou acreditar que os jovens escolhidos para participar nesta obra ficaram motivados. "Foi importante verem o seu talento reconhecido, algo a que não estão muito habituados", indicou Cantet."

Trailer:



domingo, 28 de dezembro de 2008

The Body


Nome em português: O Corpo
Ano: 2001

Género: Drama, Mistério, Romance
Realização:
Jonas McCord
Argumento: Richard Sapir (livro), Jonas McCord
Elenco:
Antonio Banderas (como Father Matt Gutierrez), Olivia Williams (como Sharon Golban)


Opinião:

Filme visto em novembro ou dezembro de 2008.
Já tinha visto este filme há uns anos atrás, em casa de um amigo do grupo de jovens, mas nestes dias resolvi vê-lo novamente. Um filme muito interessante! Muito interessante mesmo!



Sinopse:
"Durante uma expedição, uma arqueóloga encontra um corpo crucificado, cujo exames apontam que ele é do primeiro século antes de Cristo. Ao saber do corpo, o Vaticano envia um padre que tem por missão investigar se o corpo encontrado seria de Jesus Cristo, que viveu exactamente nesta época. A ameaça de que as suspeitas estejam correctas desestabiliza a Igreja Católica, que pode ter a sua credibilidade de séculos arruinada, já que como Cristo ressuscitou não pode haver um corpo seu na Terra."

(não consegui arranjar o trailer do filme)

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Annie Hall




Ano: 1977 (1978 em Portugal)
Género: Comédia, Romance

Realizador: Woody Allen
Argumento: Woody Allen
Elenco: Woody Allen (como Alvy Singer), Diane Keaton (como Annie Hall)

Opinião:

Filme visto a 25.11.2008, requisitado da biblioteca.
Aconselho a ver o filme porque eu gostei muito. :) 


Sinopse:

"Considerado como o filme revelação de Woody Allen, "Annie Hall" ganhou quatro Óscares, incluindo Melhor Filme, e estabeleceu Allen como o principal autor/realizador. Sendo para a maior parte dos críticos a melhor obra de Allen, "Annie Hall" confirmou que ele tinha "completado a jornada de cómico a humorista, de escritor de comédia a espirituoso e de realizador inovador a artista criativo".
Alvy Singer, é um dos mais brilhantes comediantes de Manhattan, mas no que diz respeito ao amor, ele precisa de prática. Apresentado pelo seu melhor amigo, Rob, a uma divertida cantora de clube nocturno, Annie Hall, ele fica completamente apanhado, mas as suas inseguranças estragam a relação, forçando Annie a deixar Alvy por uma nova vida em Los Angeles.
Ao descobrir que poderá ter perdido Annie para sempre, Alvy está disposto a tudo - até conduzir nas auto-estradas de L.A. - para reconquistar a única coisa que sempre importou... o verdadeiro amor."

Trailer:


domingo, 21 de dezembro de 2008

The Bridges of Madison County


Nome em português: As pontes de Madison County
Ano: 1995

Género: Drama, Romance
Realização:
Clint Eastwood
Argumento: Richard LaGraveneseRobert James Waller (livro)
Elenco:
Clint Eastwood (como Robert Kincaid) e Meryl Streep (como Francesca Johnson)


Opinião:

Vi em novembro de 2008. Estava na lista dos filmes que eu queria ver.


Sinopse:

"Conta a história de uma italiana solitária, casada, que se envolve num romance com um fotógrafo da Revista National Geographic que vai ao Condado de Madison, em Iowa, para fazer um ensaio fotográfico das pontes cobertas aí existentes.
A história é contada em flashbacks. Após a morte da personagem de Meryl, os seus filhos descobrem um manuscrito onde todo o relacionamento com o fotógrafo é contado.
No manuscrito, revela-se que, descontente com a vida medíocre que levava, no interior dos Estados Unidos, vista com certa desconfiança por ser estrangeira, a personagem de Meryl se sente atraída pela personagem de Eastwood, um fotógrafo que viajou pelo mundo inteiro. Mas, por falta de coragem, não cede ao impulso de abandonar a família e fugir com o fotógrafo, pondo fim ao casamento e afastando-se dos filhos. A sua história, no entanto, encoraja a filha a tomar a decisão de se divorciar."

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Ensaio sobre a cegueira


Autor: José Saramago
Ano: 1995

Editora: Caminho
Número de páginas: 310

Lido entre 05/11/2008 e 19/11/2008 (15 dias)

Classificação: 5/5


Opinião:

Quando a Kat me emprestou o livro, eu não estava muito motivada. Mas adorei lê-lo! O livro tinha algumas cenas mais dramáticas e chocantes e que eu até tinha de fazer uma paragem na leitura para perceber que aquilo não era real. O:) Mas cativou-me do início ao fim. De momento, pretendo ir ver o filme ao cinema antes que ele saia das salas.



Sinopse:

"O romance aborda a emergência de uma inédita praga de uma repentina cegueira abatendo uma cidade não identificada, inexplicável e incurável. Tal "cegueira branca" — assim nomeada pois as pessoas infectadas percebem nos seus olhos nada mais que uma superfície leitosa — manifesta-se primeiramente num homem sentado no trânsito e, lentamente, se espalha pelo país. Aos poucos, todos acabam cegos e reduzidos, pela obscuridade, a meros seres lutando por seus instintos. À medida que os afectados pela epidemia são colocados em quarentena, em condições desumanas, e os serviços estatais começam a falhar, a história segue a mulher de um médico, a única pessoa que não é afectada pela doença que cega todos os outros.

O romance mostra-nos o desmoronar completo da sociedade que, por causa da cegueira, perde tudo aquilo que considera como civilização e, mais que comentar as facetas básicas da natureza humana à medida que elas emergem numa crise de epidemia, "Ensaio sobre a cegueira" mostra a profunda humanidade dos que são obrigados a confiar uns nos outros quando os seus sentidos físicos os deixam. O brilho branco da cegueira ilumina as percepções das personagens principais e a história torna-se, não só um registro da sobrevivência física das multidões cegas, mas também das suas vidas espirituais e da dignidade que tentam manter."

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Um momento inesquecível


Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2001

Editora: Presença
Número de páginas: 155

Lido entre 25/10/2008 e 05/11/2008 (11 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:
Um livro que já serviu para filme e que eu quero ver. :)


Sinopse:
"Nicholas Sparks conta-nos desta vez a história de dois adolescentes – Landon e Jamie Sullivan. Dois adolescentes com percursos antagónicos e interesses
divergentes. Nada mais nada menos do que um jovem estudante boémio e descomprometido e a antiquada filha do pastor baptista de uma pequena cidade americana. Mas naquele estranho Natal de 1958 Landon olhará Jamie com os olhos da paixão o que irá mudar radicalmente o rumo daquelas duas vidas..."

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

A lua de Joana


Autor: Maria Teresa Maia Gonzalez
Ano: 1994

Editora: Verbo
Número de páginas: 157

Lido entre 23/10/2008 e 25/10/2008 (3 dias)
Classificação: 5/5


Opinião:
Este é um livro que estava muito na moda na altura do meu 9.º ano. Todos os meus colegas leram-no na altura. E eu só o li agora. :)


Sinopse:
"Este livro pode ser considerado uma espécie de diário (apesar de não o ser), porque a personagem principal escreve cartas para uma amiga que já morreu, contando-lhe tudo o que se passa na vida dela.
Trata-se de uma história de uma rapariga chamada Joana, que perdeu a sua melhor amiga, quando esta se envolveu com as drogas. Joana interrogava-se ao tentar entender o que teria levado a sua amiga Marta a fazer aquilo.
Joana era uma rapariga exemplar, na escola e em casa, mas tudo mudou quando ela se envolveu com uma amiga da Marta, a Rita (a amiga que teria levado Marta a envolver-se com as drogas), e com o próprio irmão da Marta, o Diogo, também vítima das drogas.
Devido à morte da sua avó, a pessoa de quem ela mais gostava no mundo, e a falta de atenção e de diálogo por parte dos pais, levou a que ela se começasse a sentir só. As únicas pessoas que lhe deram atenção foram a Rita e o Diogo.
Ela começou a vender as suas coisas para conseguir dinheiro para ajudar Diogo acabando também ela por se envolver com as drogas. Um dia, ela olhou-se ao espelho e reparou como tinha mudado, entendendo agora como tão facilmente, Marta se tinha envolvido com a droga. Joana tentou abandonar as drogas mas já foi tarde de mais…"

domingo, 14 de dezembro de 2008

Orgulho e preconceito


Autor: Jane Austen
Ano: 1813


Lido entre 05/07/2008 e 15/10/2008 (75 dias)
Classificação: 1/5


Opinião:
Tinha dito, por acaso, à Rita que eu tinha visto o filme Becoming Jane. Ela mostrou-se muito surpreendida por eu ter visto esse filme e ofereceu-se logo para me emprestar um dos livros desta autora. Este é o livro preferido da Rita e ela já o leu mais de 10 vezes. Eu acho um exagero alguém ler um livro mais de 10 vezes. Ainda por cima, eu nem gostei muito. Aliás, pode-se ver pelo facto de eu ter demorado quase quatro meses a terminar de ler o livro, o que me estragou por completo a minha média de dois livros por mês! :/


Sinopse:
"O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra rural do século XVIII. Lizzy possui outras quatro irmãs, nenhuma delas casadas, o que a Sra. Bennet, mãe de Lizzy, considera um absurdo.
Quando o Sr. Bingley, jovem bem sucedido, aluga uma mansão próxima da casa dos Bennet, a Sra. Bennet vê nele um possível marido para uma de suas filhas. De facto, ele parece interessar-se bastante por Jane, a sua filha mais velha, logo no primeiro baile em que ele, as irmãs e o Sr. Darcy, seu amigo, comparecem.
Enquanto o Sr. Bingley é visto com bons olhos por todos, o Sr. Darcy, por seu jeito frio, é mal falado. Lizzy, em particular, desgosta imensamente dele, por ele ter ferido o seu orgulho na primeira vez em que se encontram.
Mesmo com uma má primeira impressão, Darcy realmente encanta-se por Lizzy, sem que ela saiba do facto.
A partir daí o livro mostra a evolução do relacionamento entre eles e os que os rodeiam, mostrando também, desse modo, a sociedade do final do século XVIII."

sábado, 13 de dezembro de 2008

O diabo veste prada


Autor: Lauren Weisberger
Ano: 2004

Editora: Presença
Número de páginas: 368

Lido entre 20/06/2008 e 05/07/2008 (17 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:

Depois do post da Isabel sobre este livro, chegou a minha vez. :)

Acho que nunca me ri tanto a ler um livro como este. :)
Obrigada ao Nuno por mo ter emprestado. :D




"Andrea Sachs, acabada de sair da universidade, consegue um emprego fabuloso «pelo qual um milhão de jovens eram capazes de dar a vida»: é contratada como assistente de Miranda Priestly, a editora da famosa revista Runway. No entanto, como assistente pessoal de Miranda, Andrea vê-se forçada a suportar toda uma série de abusos, realizando tarefas como encomendar-lhe o pequeno-almoço, tratar-lhe da roupa suja, fazer de motorista para a cadelinha buldogue francesa, preparar-lhe as viagens… Resumindo, Andrea tem de estar disponível vinte e quatro horas por dia para atender aos seus pedidos, e, ainda por cima, sempre com um sorriso no rosto! Será que um ano de sacrifício, ao serviço de um 'diabo' que veste Prada, não é um preço demasiado alto a pagar pelo emprego da sua vida?! Um livro hilariante, muito fashion, que certamente agradará ao público feminino, e não só, e que deu origem a uma adaptação cinematográfica realizada por David Frankel."

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

13 going on 30


Nome em português: E de repente já nos 30!
Ano: 2004

Género: Comédia, Fantasia, Romance
Realização:
Gary Winick
Argumento: Josh GoldsmithCathy Yuspa
Elenco:
Jennifer Garner (como Jenna Rink), Mark Ruffalo (como Matt Flamhaff), Judy Greer (como Lucy Wyman)


Opinião:

Raramente vejo os filmes que dão na televisão, mas, num destes fins de semana, resolvi ceder aos pedidos insistentes da minha irmã e fui ver um filme com ela. Deu na SIC, não sei em que dia.
E, olhem, o Mark Ruffalo é o que faz de médico no filme "Blindness".


Sinopse:
"Prestes a fazer 13 anos, tudo o que Jenna deseja é ser bonita e popular. Como qualquer adolescente, está descontente com a vida que leva e com a sua imagem, mas o verdadeiro problema é que a idade adulta tarda a chegar. Depois de uma humilhante experiência com o grupo de colegas com quem mais gostaria de conviver, Jenna faz um pedido desesperado: "ter 30 anos e a vida que sempre desejou". Milagrosamente, o seu desejo torna-se realidade no dia seguinte..."


Trailer:


terça-feira, 9 de dezembro de 2008

De cama em cama


Autor: Catherine Townsend
Ano: 2008

Editora: Bertrand
Número de páginas: 334

Lido entre 01/06/2008 e 19/06/2008 (19 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:
Mais um dos livros que tenho completa vergonha de dizer que o li. O:) Gostei bastante e é actualmente um dos meus livros preferidos. Li-o integralmente nas minhas idas à FNAC do Chiado.


Sinopse:
"A autora tem 29 anos e escreve uma coluna semanal de sexo no Independent. Escreve também para várias revistas femininas, nomeadamente a Glamour, a Cosmopolitan e a Marie Claire, bem como para jornais. Também é convidada para a rádio e para a televisão. Tem uma licenciatura e um mestrado em jornalismo."

"Um livro arrojado que não é mais do que um relato franco e sensual de uma mulher desinibida do século XXI que, procura amor e prazer nos sítios mais inesperados."

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O sorriso das estrelas


Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2002

Editora: Presença
Número de páginas: 176

Lido entre 26/05/2008 e 30/05/2008 (5 dias)
Classificação: 4/5



Opinião:
Não posso dizer que foi dos livros do Nicholas Sparks que eu mais tenha gostado de ler, porque já li bem alguns mais interessantes, mas gostei. E tenho como objectivo ir ver este filme no cinema.



Sinopse:
"A protagonista, Adrienne Willis, é uma mulher perto dos sessenta anos, divorciada e mãe de três adolescentes. A tragédia abate-se sobre eles quando a filha de Adrienne perde o marido devido a um cancro e, na sua depressão, começa a negligenciar os seus dois filhos. Agora, Adrienne chega à conclusão de que está na altura de confidenciar à sua filha um segredo seu que está escondido há mais de 14 anos.
Sendo assim, um dia, durante um chá, Adrienne narrou a história do homem que lhe fez recuperar a esperança e a coragem de viver que ela pensava ter perdido para sempre... o homem que lhe mostrou o verdadeiro significado do amor e que se tornou no seu anjo da guarda para sempre....o homem chamado Paul."

"Não é apenas uma história de amor. É sobre morrer por aquele que amamos e perdoar aquele que morre por nós. É sobre o amor que sobrevive à morte por toda a eternidade. Confirma que o sacrifício é a essência do amor".