terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Entre les murs


Nome em português: A Turma
Ano: 2008

Género: Drama
Realização:
Laurent Cantet
Argumento: Laurent Cantet 
Elenco: François Bégaudeau


Opinião:
Filme visto em novembro de 2008.
Já andava na ideia de ver este filme há algum tempo e fui vê-lo ao cinema com a Angélica e a Patrícia. Pelas críticas que tinha lido antes sobre o filme, estava com receio que tivesse algumas cenas violentas, mas afinal não tinha nada de especial. Houve quem tivesse considerado o filme muito longo, mas eu não achei. Gostei especialmente dos debates em que se ouviam os argumentos de cada um sobre o mesmo assunto.


Sinopse:
"Premiado com a Palma de Ouro no último festival de Cannes, o filme retrata o quotidiano de uma turma multiétnica de um liceu francês e baseia-se num livro de François Bégaudeau, que interpreta o papel de professor, contracenando com actores não profissionais.

'Este filme não é um documentário, não procurei dar uma imagem global da escola, mas contar o que se passa nesta turma entre este professor e estes 25 alunos. Quis também escolher os momentos em que há tensão, diálogo', afirmou Laurent Cantet aos jornalistas, quando questionado sobre as críticas que têm sido feitas por alguns professores.
"A Turma" não é um filme "para falar de autoridade".
O realizador explicou ainda que gosta de trabalhar associando actores profissionais e não profissionais, o que considera uma "experiência enriquecedora", e adiantou acreditar que os jovens escolhidos para participar nesta obra ficaram motivados. "Foi importante verem o seu talento reconhecido, algo a que não estão muito habituados", indicou Cantet."

Trailer:



domingo, 28 de dezembro de 2008

The Body


Nome em português: O Corpo
Ano: 2001

Género: Drama, Mistério, Romance
Realização:
Jonas McCord
Argumento: Richard Sapir (livro), Jonas McCord
Elenco:
Antonio Banderas (como Father Matt Gutierrez), Olivia Williams (como Sharon Golban)


Opinião:

Filme visto em novembro ou dezembro de 2008.
Já tinha visto este filme há uns anos atrás, em casa de um amigo do grupo de jovens, mas nestes dias resolvi vê-lo novamente. Um filme muito interessante! Muito interessante mesmo!



Sinopse:
"Durante uma expedição, uma arqueóloga encontra um corpo crucificado, cujo exames apontam que ele é do primeiro século antes de Cristo. Ao saber do corpo, o Vaticano envia um padre que tem por missão investigar se o corpo encontrado seria de Jesus Cristo, que viveu exactamente nesta época. A ameaça de que as suspeitas estejam correctas desestabiliza a Igreja Católica, que pode ter a sua credibilidade de séculos arruinada, já que como Cristo ressuscitou não pode haver um corpo seu na Terra."

(não consegui arranjar o trailer do filme)

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Annie Hall




Ano: 1977 (1978 em Portugal)
Género: Comédia, Romance

Realizador: Woody Allen
Argumento: Woody Allen
Elenco: Woody Allen (como Alvy Singer), Diane Keaton (como Annie Hall)

Opinião:

Filme visto a 25.11.2008, requisitado da biblioteca.
Aconselho a ver o filme porque eu gostei muito. :) 


Sinopse:

"Considerado como o filme revelação de Woody Allen, "Annie Hall" ganhou quatro Óscares, incluindo Melhor Filme, e estabeleceu Allen como o principal autor/realizador. Sendo para a maior parte dos críticos a melhor obra de Allen, "Annie Hall" confirmou que ele tinha "completado a jornada de cómico a humorista, de escritor de comédia a espirituoso e de realizador inovador a artista criativo".
Alvy Singer, é um dos mais brilhantes comediantes de Manhattan, mas no que diz respeito ao amor, ele precisa de prática. Apresentado pelo seu melhor amigo, Rob, a uma divertida cantora de clube nocturno, Annie Hall, ele fica completamente apanhado, mas as suas inseguranças estragam a relação, forçando Annie a deixar Alvy por uma nova vida em Los Angeles.
Ao descobrir que poderá ter perdido Annie para sempre, Alvy está disposto a tudo - até conduzir nas auto-estradas de L.A. - para reconquistar a única coisa que sempre importou... o verdadeiro amor."

Trailer:


domingo, 21 de dezembro de 2008

The Bridges of Madison County


Nome em português: As pontes de Madison County
Ano: 1995

Género: Drama, Romance
Realização:
Clint Eastwood
Argumento: Richard LaGraveneseRobert James Waller (livro)
Elenco:
Clint Eastwood (como Robert Kincaid) e Meryl Streep (como Francesca Johnson)


Opinião:

Vi em novembro de 2008. Estava na lista dos filmes que eu queria ver.


Sinopse:

"Conta a história de uma italiana solitária, casada, que se envolve num romance com um fotógrafo da Revista National Geographic que vai ao Condado de Madison, em Iowa, para fazer um ensaio fotográfico das pontes cobertas aí existentes.
A história é contada em flashbacks. Após a morte da personagem de Meryl, os seus filhos descobrem um manuscrito onde todo o relacionamento com o fotógrafo é contado.
No manuscrito, revela-se que, descontente com a vida medíocre que levava, no interior dos Estados Unidos, vista com certa desconfiança por ser estrangeira, a personagem de Meryl se sente atraída pela personagem de Eastwood, um fotógrafo que viajou pelo mundo inteiro. Mas, por falta de coragem, não cede ao impulso de abandonar a família e fugir com o fotógrafo, pondo fim ao casamento e afastando-se dos filhos. A sua história, no entanto, encoraja a filha a tomar a decisão de se divorciar."

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Ensaio sobre a cegueira


Autor: José Saramago
Ano: 1995

Editora: Caminho
Número de páginas: 310

Lido entre 05/11/2008 e 19/11/2008 (15 dias)

Classificação: 5/5


Opinião:

Quando a Kat me emprestou o livro, eu não estava muito motivada. Mas adorei lê-lo! O livro tinha algumas cenas mais dramáticas e chocantes e que eu até tinha de fazer uma paragem na leitura para perceber que aquilo não era real. O:) Mas cativou-me do início ao fim. De momento, pretendo ir ver o filme ao cinema antes que ele saia das salas.



Sinopse:

"O romance aborda a emergência de uma inédita praga de uma repentina cegueira abatendo uma cidade não identificada, inexplicável e incurável. Tal "cegueira branca" — assim nomeada pois as pessoas infectadas percebem nos seus olhos nada mais que uma superfície leitosa — manifesta-se primeiramente num homem sentado no trânsito e, lentamente, se espalha pelo país. Aos poucos, todos acabam cegos e reduzidos, pela obscuridade, a meros seres lutando por seus instintos. À medida que os afectados pela epidemia são colocados em quarentena, em condições desumanas, e os serviços estatais começam a falhar, a história segue a mulher de um médico, a única pessoa que não é afectada pela doença que cega todos os outros.

O romance mostra-nos o desmoronar completo da sociedade que, por causa da cegueira, perde tudo aquilo que considera como civilização e, mais que comentar as facetas básicas da natureza humana à medida que elas emergem numa crise de epidemia, "Ensaio sobre a cegueira" mostra a profunda humanidade dos que são obrigados a confiar uns nos outros quando os seus sentidos físicos os deixam. O brilho branco da cegueira ilumina as percepções das personagens principais e a história torna-se, não só um registro da sobrevivência física das multidões cegas, mas também das suas vidas espirituais e da dignidade que tentam manter."

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Um momento inesquecível


Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2001

Editora: Presença
Número de páginas: 155

Lido entre 25/10/2008 e 05/11/2008 (11 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:
Um livro que já serviu para filme e que eu quero ver. :)


Sinopse:
"Nicholas Sparks conta-nos desta vez a história de dois adolescentes – Landon e Jamie Sullivan. Dois adolescentes com percursos antagónicos e interesses
divergentes. Nada mais nada menos do que um jovem estudante boémio e descomprometido e a antiquada filha do pastor baptista de uma pequena cidade americana. Mas naquele estranho Natal de 1958 Landon olhará Jamie com os olhos da paixão o que irá mudar radicalmente o rumo daquelas duas vidas..."

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

A lua de Joana


Autor: Maria Teresa Maia Gonzalez
Ano: 1994

Editora: Verbo
Número de páginas: 157

Lido entre 23/10/2008 e 25/10/2008 (3 dias)
Classificação: 5/5


Opinião:
Este é um livro que estava muito na moda na altura do meu 9.º ano. Todos os meus colegas leram-no na altura. E eu só o li agora. :)


Sinopse:
"Este livro pode ser considerado uma espécie de diário (apesar de não o ser), porque a personagem principal escreve cartas para uma amiga que já morreu, contando-lhe tudo o que se passa na vida dela.
Trata-se de uma história de uma rapariga chamada Joana, que perdeu a sua melhor amiga, quando esta se envolveu com as drogas. Joana interrogava-se ao tentar entender o que teria levado a sua amiga Marta a fazer aquilo.
Joana era uma rapariga exemplar, na escola e em casa, mas tudo mudou quando ela se envolveu com uma amiga da Marta, a Rita (a amiga que teria levado Marta a envolver-se com as drogas), e com o próprio irmão da Marta, o Diogo, também vítima das drogas.
Devido à morte da sua avó, a pessoa de quem ela mais gostava no mundo, e a falta de atenção e de diálogo por parte dos pais, levou a que ela se começasse a sentir só. As únicas pessoas que lhe deram atenção foram a Rita e o Diogo.
Ela começou a vender as suas coisas para conseguir dinheiro para ajudar Diogo acabando também ela por se envolver com as drogas. Um dia, ela olhou-se ao espelho e reparou como tinha mudado, entendendo agora como tão facilmente, Marta se tinha envolvido com a droga. Joana tentou abandonar as drogas mas já foi tarde de mais…"

domingo, 14 de dezembro de 2008

Orgulho e preconceito


Autor: Jane Austen
Ano: 1813


Lido entre 05/07/2008 e 15/10/2008 (75 dias)
Classificação: 1/5


Opinião:
Tinha dito, por acaso, à Rita que eu tinha visto o filme Becoming Jane. Ela mostrou-se muito surpreendida por eu ter visto esse filme e ofereceu-se logo para me emprestar um dos livros desta autora. Este é o livro preferido da Rita e ela já o leu mais de 10 vezes. Eu acho um exagero alguém ler um livro mais de 10 vezes. Ainda por cima, eu nem gostei muito. Aliás, pode-se ver pelo facto de eu ter demorado quase quatro meses a terminar de ler o livro, o que me estragou por completo a minha média de dois livros por mês! :/


Sinopse:
"O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra rural do século XVIII. Lizzy possui outras quatro irmãs, nenhuma delas casadas, o que a Sra. Bennet, mãe de Lizzy, considera um absurdo.
Quando o Sr. Bingley, jovem bem sucedido, aluga uma mansão próxima da casa dos Bennet, a Sra. Bennet vê nele um possível marido para uma de suas filhas. De facto, ele parece interessar-se bastante por Jane, a sua filha mais velha, logo no primeiro baile em que ele, as irmãs e o Sr. Darcy, seu amigo, comparecem.
Enquanto o Sr. Bingley é visto com bons olhos por todos, o Sr. Darcy, por seu jeito frio, é mal falado. Lizzy, em particular, desgosta imensamente dele, por ele ter ferido o seu orgulho na primeira vez em que se encontram.
Mesmo com uma má primeira impressão, Darcy realmente encanta-se por Lizzy, sem que ela saiba do facto.
A partir daí o livro mostra a evolução do relacionamento entre eles e os que os rodeiam, mostrando também, desse modo, a sociedade do final do século XVIII."

sábado, 13 de dezembro de 2008

O diabo veste prada


Autor: Lauren Weisberger
Ano: 2004

Editora: Presença
Número de páginas: 368

Lido entre 20/06/2008 e 05/07/2008 (17 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:

Depois do post da Isabel sobre este livro, chegou a minha vez. :)

Acho que nunca me ri tanto a ler um livro como este. :)
Obrigada ao Nuno por mo ter emprestado. :D




"Andrea Sachs, acabada de sair da universidade, consegue um emprego fabuloso «pelo qual um milhão de jovens eram capazes de dar a vida»: é contratada como assistente de Miranda Priestly, a editora da famosa revista Runway. No entanto, como assistente pessoal de Miranda, Andrea vê-se forçada a suportar toda uma série de abusos, realizando tarefas como encomendar-lhe o pequeno-almoço, tratar-lhe da roupa suja, fazer de motorista para a cadelinha buldogue francesa, preparar-lhe as viagens… Resumindo, Andrea tem de estar disponível vinte e quatro horas por dia para atender aos seus pedidos, e, ainda por cima, sempre com um sorriso no rosto! Será que um ano de sacrifício, ao serviço de um 'diabo' que veste Prada, não é um preço demasiado alto a pagar pelo emprego da sua vida?! Um livro hilariante, muito fashion, que certamente agradará ao público feminino, e não só, e que deu origem a uma adaptação cinematográfica realizada por David Frankel."

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

13 going on 30


Nome em português: E de repente já nos 30!
Ano: 2004

Género: Comédia, Fantasia, Romance
Realização:
Gary Winick
Argumento: Josh GoldsmithCathy Yuspa
Elenco:
Jennifer Garner (como Jenna Rink), Mark Ruffalo (como Matt Flamhaff), Judy Greer (como Lucy Wyman)


Opinião:

Raramente vejo os filmes que dão na televisão, mas, num destes fins de semana, resolvi ceder aos pedidos insistentes da minha irmã e fui ver um filme com ela. Deu na SIC, não sei em que dia.
E, olhem, o Mark Ruffalo é o que faz de médico no filme "Blindness".


Sinopse:
"Prestes a fazer 13 anos, tudo o que Jenna deseja é ser bonita e popular. Como qualquer adolescente, está descontente com a vida que leva e com a sua imagem, mas o verdadeiro problema é que a idade adulta tarda a chegar. Depois de uma humilhante experiência com o grupo de colegas com quem mais gostaria de conviver, Jenna faz um pedido desesperado: "ter 30 anos e a vida que sempre desejou". Milagrosamente, o seu desejo torna-se realidade no dia seguinte..."


Trailer:


terça-feira, 9 de dezembro de 2008

De cama em cama


Autor: Catherine Townsend
Ano: 2008

Editora: Bertrand
Número de páginas: 334

Lido entre 01/06/2008 e 19/06/2008 (19 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:
Mais um dos livros que tenho completa vergonha de dizer que o li. O:) Gostei bastante e é actualmente um dos meus livros preferidos. Li-o integralmente nas minhas idas à FNAC do Chiado.


Sinopse:
"A autora tem 29 anos e escreve uma coluna semanal de sexo no Independent. Escreve também para várias revistas femininas, nomeadamente a Glamour, a Cosmopolitan e a Marie Claire, bem como para jornais. Também é convidada para a rádio e para a televisão. Tem uma licenciatura e um mestrado em jornalismo."

"Um livro arrojado que não é mais do que um relato franco e sensual de uma mulher desinibida do século XXI que, procura amor e prazer nos sítios mais inesperados."

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O sorriso das estrelas


Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2002

Editora: Presença
Número de páginas: 176

Lido entre 26/05/2008 e 30/05/2008 (5 dias)
Classificação: 4/5



Opinião:
Não posso dizer que foi dos livros do Nicholas Sparks que eu mais tenha gostado de ler, porque já li bem alguns mais interessantes, mas gostei. E tenho como objectivo ir ver este filme no cinema.



Sinopse:
"A protagonista, Adrienne Willis, é uma mulher perto dos sessenta anos, divorciada e mãe de três adolescentes. A tragédia abate-se sobre eles quando a filha de Adrienne perde o marido devido a um cancro e, na sua depressão, começa a negligenciar os seus dois filhos. Agora, Adrienne chega à conclusão de que está na altura de confidenciar à sua filha um segredo seu que está escondido há mais de 14 anos.
Sendo assim, um dia, durante um chá, Adrienne narrou a história do homem que lhe fez recuperar a esperança e a coragem de viver que ela pensava ter perdido para sempre... o homem que lhe mostrou o verdadeiro significado do amor e que se tornou no seu anjo da guarda para sempre....o homem chamado Paul."

"Não é apenas uma história de amor. É sobre morrer por aquele que amamos e perdoar aquele que morre por nós. É sobre o amor que sobrevive à morte por toda a eternidade. Confirma que o sacrifício é a essência do amor".

domingo, 30 de novembro de 2008

Little Women


Autor: Louisa M. Alcott
Ano: 1957


Lido entre 24/05/2008 e 30/05/2008 (7 dias)
Classificação: 2/5


Opinião:

Este ano resolvi ler um livro todo em inglês, mas para isso teria de começar por um simples e que não exigisse muito de mim. O:) Estou habituada a ler inglês na net mas, para ser um livro, teria que ser mais apelativo.
Escolhi este que era da minha mãe, de quando ela andava na escola. É um livro de nível 4 e leu-se bastante bem. Já conhecia, obviamente, a história e o vocabulário era simples. O meu próximo objectivo é ler um livro mais complicadito.


Sinopse:
"Quando o marido parte para combater na Guerra Civil dos EUA, Marmee tem de educar sozinha as quatro filhas - as suas Mulherzinhas. Elas são a espirituosa Jo, a conservadora Meg, a frágil Beth e a romântica Amy.
À medida que os anos passam, as irmãs partilham algumas das mais queridas e dolorosas memórias do processo de crescimento, enquanto a mãe e a tia March as ensinam a lidar com temas como a independência, o romance e a virtude."

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Aquamarine

Nome em português: A sereia apaixonada
Ano: 2006
Género: Comédia, Fantasia, Família

Realização: Elizabeth Allen
Argumento: John Quaintance
Elenco:
Emma Roberts (como Claire), Sara Paxton (como Aquamarine) e Joanna 'JoJo' Levesque (como Hailey)

Opinião:
Vi com a Lígia, durante o verão, no meu portátil.

Sinopse:
"O Verão está a chegar ao fim e Claire e Hailey estão com um grande problema: dentro de apenas cinco dias, a família de Hailey vai mudar-se para o outro lado do mundo. Elas necessitam de um verdadeiro milagre, e recebem-no quando encontram Aquamarine, uma bonita sereia que se perdeu numa tempestade de Verão. Doce e sem experiência nas artes do romance, ela promete conceder um desejo às amigas se elas a ajudarem a encontrar o rapaz dos seus sonhos. Mas quando tentam conquistar o engraçado nadador-salvador, o resultado não é o que esperavam... descobrindo que, por vezes, o que pedimos não é realmente o que queremos."

Trailer:




segunda-feira, 24 de novembro de 2008

O Perfume



Autor: Patrick Suskind
Ano: 1985

Editora: Presença
Número de páginas: 273

Lido entre 30/04/2008 e 23/05/2008 (24 dias)

Classificação: 2/5


Opinião:

A leitura deste livro foi-me recomendada por mais do que uma pessoa. Aliás, garantiram-me que eu iria gostar, tal como as pessoas adoraram. E, afinal, não achei nada de especial e demorei imenso tempo para o acabar. Aliás, já tinha dito isso aqui.


Sinopse:
"Esta estranha história passa-se no século XVIII e é fruto de um extraordinário trabalho de reconstituição histórica que consegue captar plenamente os ambientes da época tal como as mentalidades.


O protagonista é um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele – nascido no meio dos nauseabundos odores de um mercado de rua – uma alquímica busca do Absoluto.

O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o Belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos.

Jean-Baptiste Grenouille possui no entanto uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínio sobre o leitor."

domingo, 23 de novembro de 2008

Sexperiências



Autor: Milena Ivanova
Ano: 2007

Editora: Editorial Presença
Número de páginas: 174

Lido entre 11/04/2008 e 29/04/2008 (19 dias)

Classificação: 4/5


Opinião:
Gostei especialmente deste livro, e li-o integralmente nas minhas idas à FNAC do Chiado. Enquadra-se na minha categoria de "livros que tenho vergonha de dizer que li". O:)

Sinopse:

"Perfeitamente enquadrado no conceito moderno de relações sem compromisso, Sexperiências é um livro sobre uma rapariga que procura um sentido para a vida sem no entanto parecer encontrá-lo: apaixona-se e no momento seguinte desapaixona-se, acaba com as ligações afectivas ou acabam com ela, vence ou sai vencida.
Na sua demanda idílica pelo homem perfeito que a satisfaça física e psicologicamente, a heroína irá encontrar-se em diferentes situações que lhe proporcionarão as mais variadas combinações de amor e sexo.
Ela não é personalizada por nenhum nome específico deixando margem para o leitor, neste caso a leitora, se poder identificar e assumir a sua própria identidade, tendo em conta que mulheres jovens a viverem em grandes cidades a adoptarem este estilo de vida são aos milhares.
Na primeira pessoa, sem sentimentalismos nem moralismos, Sexperiências relata as experiências sexuais de uma mulher com vários homens, cujo perfil é traçado em cada capítulo, revelando no final um facto inusitado que confere realismo à leitura."

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O Primo Basílio



Autor: Eça de Queirós
Ano: 1878


Lido entre 15/04/2008 e 18/04/2008 (4 dias)
Classificação: 4/5


Opinião:
Mais um livro de Eça de Queirós. Gostei bastante deste livro. Não foi o meu livro preferido deste autor, mas quase. :)

Sinopse:

"Luísa casara-se com o engenheiro Jorge. Tendo que viajar para o Alentejo, Jorge deixa a esposa em Lisboa, sozinha, entregue a uma vida de tédio, pois Luísa não tem nenhuma ocupação.


Um dia, recebe a visita de seu primo Basílio, antigo namorado, recém-chegado do Brasil. Tornam-se amantes em pouco tempo, encontrando-se frequentemente num quarto alugado especialmente para esse fim amoroso.
Logo a criada Juliana descobre o relacionamento e intercepta a correspondência da patroa, escondendo as cartas comprometedoras de Luísa a Basílio. A criada passa a fazer chantagem com a patroa, e Luísa, desesperada, propõe a Basílio que fujam. Este não aceita a proposta da amante e parte sozinho para Paris.
À mercê da empregada, Luísa torna-se pouco a pouco uma verdadeira presa nas mãos de Juliana: é obrigada a fazer o serviço doméstico em lugar da criada e a sua situação fica insustentável..."

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Marte e Vénus na cama


Autor: Jonh Gray
Ano: 1999

Editora: Rocco
Número de páginas: 200

Lido entre 05/04/2008 e 09/04/2008 (5 dias)

Classificação: 2/5


Opinião:
Este é o segundo de uma série de livros que vou ter vergonha de dizer que os li. O primeiro foi "Porque é que as mulheres gostam dos homens". E os próximos serão ainda mais vergonhosos do que estes dois. O:)

Pertence a uma colecção de livros que tem como tema as relações entre homens e mulheres (denominados, se assim se pode dizer, de Marte e Vénus). Já tinha dado uma vista de olhos em vários dos livros desta colecção, mas nunca tinha lido nenhum de uma forma integral.

Não achei nada de especial, embora tenha algumas dicas interessantes. Não adquiri o livro e foi lido por mim nas minhas idas à FNAC do Chiado, quando estava em Lisboa. :)

À espera no centeio


Autor: J. D. Salinger
Ano: 1951

Editora: Difel
Número de páginas: 226

Lido entre 05/03/2008 e 04/04/2008 (31 dias)

Classificação: 3/5


Opinião e sinopse:
Este livro foi-me sugerido e emprestado pelo Ponto. Portanto, eu não o tenho e se alguém o quiser ler também, não me pode pedir emprestado. O:)

"Holden Caulfield, 16 anos, narrador e protagonista desta história, é um adolescente rebelde e impulsivo, que vive preso na angústia inerente ao rumo artificial e hipócrita que a sua vida parece querer tomar. Holden começa por nos contar acerca da sua expulsão de uma importante escola particular, situada nos subúrbios de Nova-Iorque, Pencey Prep. Não é a primeira nem a segunda vez que Holden é expulso de uma escola, e, sabendo que o reitor da instituição escreveu uma carta informativa a seus pais, resolve aproveitar o tempo de circulação do sobrescrito para passear livremente pela grande cidade. Adiar o mais possível o confronto familiar é um dos seus objectivos. Sem dar explicações a ninguém, arruma os seus pertences e parte a meio da noite, três dias antes das aulas terminarem.

Holden deambula por Nova-Iorque, de noite e de dia, conhece pessoas, convida amigos para os copos, raparigas para namorar, e envolve-se em situações paras as quais não se encontra minimamente preparado. Resulta daí uma visão cínica, desencantada, decadente, e predominantemente solitária da vida na metrópole. Contido nessa visão, encontramos um turbilhão de sentimentos que Holden não consegue domar, nem catalogar à medida a sua própria impulsividade. É a impotência perante a inevitabilidade da perda de uma certa inocência de infância; é a indiferença total perante as responsabilidades da vida; é um frustrante e paradoxal estrangulamento da liberdade individual (paradoxal porque Holden não suporta estar só); é enfim, tudo aquilo que qualquer jovem pode sentir, naquela altura da sua vida em que o mundo dos adultos começa a confundir-se com o seu.

Neste contexto geral, há lugar para referências a pequenas coisas, a pormenores mais ou menos insignificantes do nosso dia a dia, aqueles que ninguém se lembra até serem mencionados nalguma obra literária. Este livro é rico nesses saborosos lembretes, o tipo de particularidades que nos ligam à realidade instantaneamente." (
daqui)

"Salinger introduz na literatura americana os recursos da oralidade, com a linguagem espontânea, o calão, os palavrões, o bordão das repetições frequentes, o humor inconsciente, procedendo a uma verdadeira revolução literária, que tornou o livro num clássico da literatura americana do pós-guerra." (
daqui)

Eu gostei bastante de ler. E como era contado na primeira pessoa, tornou-se mais interessante ainda (eu adoro livros na primeira pessoa!). Recomendo!

domingo, 16 de novembro de 2008

Brida

Autor: Paulo Coelho
Ano: 1990
Editora: Círculo de leitores

Lido entre 03/03/2008 e 19/03/2008 (17 dias)
Classificação: 1/5


Opinião e sinopse:

Eu não sei por que é que me ofereci para ler todos os livros do Paulo Coelho. Até agora só gostei de um. Os outros todos foram muito maus. Este foi o 4º livro de Paulo Coelho que li.

"Brida é a história real de uma das mais jovens Mestras da Tradição das Feiticeiras. (...) conta os primeiros passos da então menina de 21 anos que, um belo dia, decidiu que seu destino estava profundamente ligado aos mistérios da magia."

Bah, detesto livros deste género de magias e afins!

sábado, 15 de novembro de 2008

Porque é que as mulheres gostam dos homens



Autor: Helena Sacadura Cabral
Ano: 2007

Editora: Guerra e paz editora
Número de páginas: 135

Lido entre 10/02/2008 e 26/02/2008 (17 dias)

Classificação: 3/5


Opinião:
Este foi o 4º livro deste ano, o segundo a ser lido integralmente nas minhas idas à FNAC. O:)

Leu-se super bem porque adorei o tipo de escrita com que me deparei mal abri o livro. Se não me engano li metade do livro de uma das vezes que fui à FNAC e o resto de mais duas visitas a este local.

O livro tinha muitas imagens, algumas delas bem interessantes.

Quanto ao conteúdo, não achei nada de especial. Fiquei sem saber porque é que as mulheres gostam dos homens. Quer dizer, já sabia aquilo tudo; não se disse nada de novo. :)

Mas, mesmo assim, gostei bastante. :)

E eu, que tenho a mania de anotar frases que acho interessantes, anotei apenas esta do livro inteiro:

"O novo homem veste de forma diferente, partilha algumas tarefas domésticas, tem uma visão do mundo mais libertária, não é nosso dono nem nosso inimigo, mas... quando se chega aos sentimentos parece que nada mudou". P.98

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

A cidade e as serras


Autor: Eça de Queirós
Ano: 1901

Editora: Jornal de notícias
Número de páginas: 175

Lido entre 07/01/2008 e 26/02/2008 (51 dias)

Classificação: 2/5


Opinião e sinopse:
Antes de mais nada quero dizer que o Eça de Queirós é o meu escritor preferido. Posto isto, irei contar um pouco sobre o livro.

E que melhor descrição fazer senão a descrição que eu mesma fiz,
aqui há uns tempos? Portanto, vou transcrever-me a mim própria. :)

"Este foi o 3º livro terminado este ano. Ao contrário da grande maioria dos livros do Eça, este demorou imenso tempo a ser lido por mim. Era um bocado seca, com pouquíssima acção e não gostei muito.

Aliás, eu conseguiria resumir a história em meia dúzia de linhas. Vou tentar desenvolver a ideia e não revelar o final, porque não se devem contar os finais. :)

Jacinto é um português de trinta e tal anos, que vive em Paris há tempo suficiente para se habituar às rotinas daquele lugar. Como é suficientemente rico, tem todas as comodidades e luxos possíveis e imaginários. Uma boa parte do livro descreve os luxos e as novas máquinas que Jacinto vai adquirindo, assim como as vezes em que estas se avariam e a confusão que aquilo provoca.

A meio do livro, Jacinto informa Zé Fernandes - um amigo português que o foi visitar a Paris - que decidiu regressar a Portugal, e ficar neste país por uns tempos, tratando de uns assuntos relacionados com as suas propriedades e os seus antepassados.

Resolve pôr-se a caminho de Portugal com dezenas de malas atrás dele... e a meio do percurso perde-as. Será que ele vai conseguir viver em Portugal, um país incrivelmente atrasado em comparação com todos os luxos que ele dispunha na cidade de Paris, e com o clima da serra tão agreste?"

domingo, 9 de novembro de 2008

A menina que nunca chorava


Autor: Torey Hayden
Ano: 2007

Editora: Editorial Presença
Número de páginas: 272

Lido entre 02/01/2008 a 04/01/2008 (3 dias)
Classificação: 5/5



Opinião e sinopse:
Este livro foi-me oferecido pelas minhas irmãs, no meu aniversário do ano passado. É a continuação do livro "A menina que não queria falar". Adorei o livro! Foi, aliás, dos melhores livros que li. É completamente viciante e só não li tudo no mesmo dia porque não calhou.

"(...) traça a história verídica de uma criança vítima de abusos que deixou de comunicar com o mundo. Neste segundo volume, encontramos Sheila já com treze anos e a professora que a ajudou na altura a lidar com o seu bloqueio. Inicialmente a adolescente mal se recorda da professora mas lentamente as memórias vêm à superfície reavivando sentimentos hostis como o abandono, insegurança e experiências traumáticas. Apesar de ser um relato com contornos negros, traz-nos surpreendentemente uma versão vencedora de coragem e perseverança. Inicialmente a autora não quis escrever a sequela, mas
contrariamente às expectativas e num tributo a Sheila publicou a continuação de uma história de vida comovente."

O que mais me marcou neste livro foi perceber que aqueles meses em que Sheila esteve na turma de Torey não alteraram assim tanto a sua vida, e que esta continuou mais ou menos como dantes. :/

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Uma ilha de sonho



Autor: Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
Ano: 1995
Editora: Caminho
Número de páginas: 152

Lido entre 30/12/2007 a 04/01/2008 (6 dias)
Classificação: 2/5


Opinião e sinopse:
Até agora só tinha publicado posts sobre filmes e música. Andei sempre a adiar os posts sobre livros, mas vou começar agora a escrevê-los.

Este foi o primeiro livro que li neste ano. Faz parte da colecção "Viagens do Tempo" e é um livro infanto-juvenil. De vez em quando dá-me para pegar em livros destes que há cá em casa. O:)

"Neste livro, o mergulho histórico leva a Ana e o João à ilha da Madeira no tempo em que ali se estavam a instalar as primeiras famílias de colonos. João apaixonou-se por duas raparigas, Esmeralda e Grimanesa e, como não conseguiu decidir de qual delas gostava mais, declarou-se a ambas! Mas as trapalhadas em que se envolveram não foram apenas românticas. Houve intrigas, incêndios e a mais incrível caçada aos ratos que saltavam dos navios para roer as canas-de-açúcar acabadinhas de plantar."

Obviamente que eu já sabia um pouco da História da descoberta da ilha da Madeira, mas com este livro pude aprender quase tudo e de uma forma muito light. Afinal de tudo, é um livro para ser lido por miúdos à volta dos 10 anos.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Perfume: The Story of a Murderer



Nome em português: Perfume: a história de um assassino
Ano: 2006
Género: Crime, Drama, Fantasia
Realização:
Tom Tykwer
Argumento: Andrew BirkinBernd Eichinger
Elenco:
Ben Whishaw (como Jean-Baptiste Grenouille), Dustin Hoffman (como Giuseppe Baldini), Alan Rickman (como Richis)


Opinião:

Minha classificação: 5/10. Filme visto em 09.06.2008, em Lisboa. Estava nos DVDs da Raquel.

E depois da Kat (que giro, um link para a Kat!) ter visto este filme e até ter publicado aqui a sua opinião sobre o mesmo, chegou a minha vez.
Tive a preocupação de ler o livro antes de ver o filme, porque prefiro assim do que ao contrário (ver o filme e depois ler o livro).
Não gostei muito do livro. Aliás, fiquei imenso tempo para o conseguir terminar. Tinham andado a dizer que era lindo, maravilhoso, espectacular, e afinal eu não achei nada de especial.
E, talvez por isso, tenha gostado muito mais do filme. :) (no entanto, continuo a achar que o final é absolutamente ridículo)

Fica aqui o trailer:



domingo, 12 de outubro de 2008

filmes da Barbie



Durante uma quinzena das férias do Verão, estive a tomar conta de duas miúdas, de 4 e 5 anos. Entre diversas actividades realizadas nestes dias, como ir à piscina, ou brincar na quinta da avó delas, tiveram oportunidade de ver alguns filmes da Barbie. E como eu também os vi, apesar de nunca ter achado muita piada à Barbie, eles vêm directamente para a minha lista de filmes vistos. O:) Não vou fazer um post para cada filme porque acho que não tem interesse, mas um em que engloba os cinco filmes vistos.
Todos os filmes eram, obviamente, dobrados em português, caso contrário as miúdas não os entenderiam.

E aumento para 41 filmes vistos desde o início do ano. :)






Realizador: Eric Fogel

Em "O Diário da Barbie", a personagem principal anda na escola secundária e vai relatando no seu diário as peripécias que vai passando com as amigas. Uma típica história em que os maus são sempre castigados pelas suas maldades.

Trailer:

-------------------------------------------------------------------------------------------


Realizador: Owen Hurley

Basicamente, em "Rapunzel" é a Barbie a encarnar a personagem com esse nome, uma história tão conhecida dos desenhos animados. Não achei piada ao filme.



----------------------------------------------------------------------------------------------



Realizador: Greg Richardson

O filme "Barbie e o pégaso mágico" oferecia dois pares de óculos 3D que deveriam ser postos pelos miúdos em determinadas alturas do filme. Sempre que era para os colocar ou tirar, aparecia um ursinho na imagem indicando isso mesmo. Interessante. :)



----------------------------------------------------------------------------------------



Realizador: William Lau

Não achei grande piada a este "Barbie, a princesa e a pobre".

Trailer:


----------------------------------------------------------------------------------------------



Realizador: Owen Hurley

E não me recordo bem como era a história de "Barbie e o Lago dos Cisnes"...

Trailer:

sábado, 4 de outubro de 2008

The English Patient


Nome em português: O Paciente Inglês
Ano: 1997
Género: Drama, Romance, Guerra
Realizador: Anthony Minghella
Argumento: Michael OndaatjeAnthony Minghella
Principais actores: Ralph Fiennes (como Count Laszlo de Almásy), Juliette Binoche (como Hana), Kristin Scott Thomas (como Katharine Clifton)


Opinião:
Filme visto em junho de 2008.
Este era um dos filmes que estava há imenso tempo na minha lista dos "filmes que quero ver", e finalmente requisitei-o da biblioteca e tive oportunidade de o ver.


Sinopse:
"No final da Segunda Guerra Mundial, um desconhecido que teve queimaduras generalizadas quando o seu avião foi abatido e é conhecido apenas como o paciente inglês, recebe os cuidados de uma enfermeira canadiana. Gradualmente ele começa a contar o grande envolvimento que teve com a mulher do seu melhor amigo e de como este amor foi fortemente correspondido. Mas da mesma forma que determinadas lembranças lhe surgem na mente, outros detalhes parecem não vir à memória como se ele quisesse que tais factos continuassem enterrados e esquecidos."

Texto retirado daqui.


Trailer:


Surveillance


Nome em português: Vigilância
Ano: 2008
Género: Crime, Drama, Horror
Elenco: Julia Ormond (como Elizabeth Anderson), Bill Pullman (como Sam Hallaway)



Opinião:
Filme visto em 16.06.2008.
Em Julho ganhei dois bilhetes para ir ver a ante-estreia deste filme, e fui vê-lo ao Porto.
Sinceramente não gostei porque não é propriamente do meu género de filmes, mas acredito que seja um bom filme... acho eu...


Sinopse:
"Dois agentes especiais do FBI, Anderson (Julia Ormond) e Hallaway (Bill Pullman), são enviados para Santa Fé, onde assassínios arrepiantes no deserto estão a colocar a polícia local em tumulto. Durante a investigação, são inquiridas três testemunhas visivelmente abaladas, especialmente Stephanie (Ryan Simpkins), uma criança de oito anos, cuja família está entre as vítimas. No entanto, quando cada testemunha relata a sua versão da história, torna-se evidente que elas são diferentes e que todos sabem mais do que contam..."
texto retirado daqui.


Trailer:

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

eXistenZ



Ano: 1999
Género: Ação, Horror, Ficção Científica

Realização: David Cronenberg
Argumento: David Cronenberg
Elenco: Jennifer Jason Leigh (como Allegra Geller), Jude Law (como Ted Pikul)


Opinião:
Minha classificação: 5/10. 
Vi este filme há uns anos atrás quando namorava com o Zé, e neste verão resolvi vê-lo novamente (julho 2008). Já não me lembrava da história e resolvi requisitar da biblioteca. Filme para mais de 16 anos!


Sinopse:
"Do aclamado realizador de "Crash", David Cronenberg, chega-nos eXistenz, um filme onde a realidade e a ficção se misturam de forma genial.
Num futuro próximo, eXistenZ representa a sociedade em que os designers de jogos são encarados como vedetas e em que os jogadores podem entrar organicamente nos jogos.
No epicentro da história está Allegra Galter cujo último sistema de jogo eXistenZ entra de tal forma dos seus utilizadores que atinge a fronteira entre a realidade e o virtual.
Quando fanáticos tentam assassiná-la, Allegra é forçada a fugir. O seu aliado é Ted Pikul, um segurança que lhe promete protecção.
Depois de presuadir Ted a entrar no jogo, Allegra transporta-os para um mundo onde acaba a existência e começa eXistenZ."


Trailer:


terça-feira, 30 de setembro de 2008

Enchanted




Nome em português: Uma história de encantar
Ano: 2007

Género: Animação, Comédia, Família
Realização: Kevin Lima
Argumento: Bill Kelly
Elenco: Amy Adams (como Giselle), Patrick Dempsey (como Robert Philip), James Marsden (como Prince Edward)


Opinião:
Minha classificação: 7/10. Um filme com imensa piada e que eu gostei bastante. Vi-o já há imenso tempo (início de Julho de 2008) com a minha irmã. O Filipe tinha requisitado no clube de vídeo e vimos num domingo.


Sinopse:
É a história de uma princesa em desenhos animados (Giselle) que vai parar ao mundo real nas vésperas do seu casamento com o príncipe Edward. É em Nova Iorque que conhece o advogado Robert e a sua filha Morgan que lhe dão guarida enquanto ela se encontra nesta cidade. Entretanto várias personagens dos desenhos animados vão atrás da princesa (incluindo o príncipe e a sua invejosa madrasta) e vão-se transformando em seres humanos ao longo do filme.


Trailer:




sábado, 27 de setembro de 2008

LFO - Summer Girls


Gostei da música e da referência a "Macauly Culkin" e a "Michael J Fox". Lol.



LFO - Summer Girls

Yeah...I like it when the girls stop by.. In the summer
Do you remember, Do you remember?
...when we met..That summer??

[Chorus:]
New Kids On The block,had a bunch of hits
Chinese food makes me sick.
And I think it's fly when girls stop by for the summer,for the summer
I like girls that wear Abercrombie and Fitch,
I'd take her if I had one wish,
But she's been gone since that summer..
Since that summer

[Verse 1:]
Hip Hop Marmalade spic And span,
Met you one summer and it all began
You're the best girl that I ever did see,
The great Larry Bird Jersey 33
When you take a sip you buzz like a hornet
Billy Shakespeare wrote a whole bunch of sonnets
Call me Willy Whistle cause I can't speak baby
Something in your eyes went and drove me crazy
Now I can't forget you and it makes me mad,
Left one day and never came back
Stayed all summer then went back home,
Macauly Culkin wasn't Home Alone
Fell deep in love,but now we ain't speaking
Michael J Fox was Alex P Keaton
When I met you I said my name was Rich
You look like a girl from Abercrombie and Fitch

[Chorus:]
New Kids On The block,had a bunch of hits
Chinese food makes me sick.
And I think it's fly when girls stop by for the summer,for the summer
I like girls that wear Abercrombie and Fitch,
I'd take her if I had one wish,
But she's been gone since that summer..
Since that summer

[Verse 2:]
Cherry Pez,cold crush,rock star boogie
Used to hate school so I had to play hookie,
Always been hip to the B-boY Style
Known to act wild and make girls smile,
Love New Edition and the Candy Girl
Remind me of you because you rock my world
You come from Georgia where the peaches grow
They drink lemonade and speak real slow
You love hip hop and rock n roll
Dad took off when you were 4 years old
There was a good man named Paul Revere
I feel much better baby when you're near
You love fun dip and cherry Coke,
I like the way you laugh when I tell a joke
When I met you I said my name was Rich
You look like a girl from Abercrombie and Fitch

[Repeat Chorus]

[Bridge:]
In the summertime girls got it going on,
Shake and wiggle to a hip hop song
Summertime girls are the kind I like,
I'll steal your honey like I stole your bike

[Verse 3]
Bugaloo shrimp and pogo sticks
My mind takes me back there oh so quick
Let you off the hook like my man Mr. Limpet
Think about that summer and I bug,cause I miss it
Like the color purple,macaroni and cheese,
Ruby red slippers and a bunch of trees
Call you up but whats the use
I like Kevin Bacon,but I hate Footloose
Came in the door I said it before,I think I'm over you
but I'm really not sure
When I met you I said my name was Rich
You look like a girl from Abercrombie and Fitch

[Repeat Chorus]

[Bridge:]
In the summer girls come and summer girls go
Some are worth while and some are so so,
Summer girls come and summer girls go
Some are worth while and some are so so,
Summertime girls got it going on
Shake and wiggle to a hip hop song
Summertime girls are the kind I like
I'll steal your honey like I stole your bike

[Repeat Chorus]

sábado, 26 de julho de 2008

Center Stage




Nome em português: No Centro do Palco
Ano: 2000
Género: Musical, Drama, Romance
Realização: Nicholas Hytner
Argumento: Carol Heikkinen
Elenco: Amanda Schull (como Jody Sawyer), Zoe Saldana (como Eva Rodriguez), Susan May Pratt (como Maureen Cummings), Peter Gallagher (como Jonathan Reeves)


Opinião:
Minha classificação: 7/10.
Este filme marca o início de uma fase diferente na minha vida: a saída de Lisboa (junho 2008) até ao fim do ano letivo a seguir (julho 2009), altura em que comecei a namorar com o Pedro.
Este é o filme preferido de uma das minhas irmãs. Ela adora ballet e gosta de ver filmes sobre dança. E, por acaso, vi este filme com ela e também gostei bastante. :)


Sinopse:
"A American Ballet Company não é para os tímidos e pobres de espírito, é para os bailarinos mais talentosos e belos do mundo. Mas vão ser precisos mais do que proezas físicas e determinação para o sucesso. É necessário dar tudo por tudo.
Jonathan Reeves, o director artístico da companhia de bailado, tem de avaliar o novo grupo de jovens estudantes, enquanto estes enfrentam os sacrifícios com que se deparam neste sedutor mundo da dança, gerir as suas ambições, os seus romances e as suas desilusões."

E aqui o trailer está muito fixe.