sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Pink - I Don't believe you




Album: Funhouse
Ano: 2008
I don't mind it
I don't mind at all
It's like you're the swing set
And I'm the kid that falls
It's like the way we fight
The times I've cried
We come to blows
And every night
The passions there
So it's got to be right
Right?

No I don't believe you
When you say don't come around here no more
I wont remind you
You said we wouldnt be apart
No I dont believe you
When you say you don't need me anymore
So don't pretend to
Not love me at all

I don't mind it
I still don't mind at all
It's like one of those bad dreams
When you can't wake up
It looks like you've given up
You've had enough
But I want more
No I won’t stop
Because I just know
You'll come around
Right?

No I don't believe you
When you say don't come around here no more
I won't remind you
You said we would'nt be apart
No I don't believe you
When you say you don't need me anymore
So don't pretend to
Not love me at all

Just don't stand there and watch me fall
Because I, because I still don't mind at all

It's like the way we fight
The times I've cried
We come to blows
And every night
The passion’s there
So it's got to be right,
Right?

No I don't believe you
When you say don't come around here no more
I won't remind you
You said we wouldnt be apart
No I don't believe you
When you say you don't need me anymore
So don't pretend to
Not love me at all

I don't believe you

domingo, 24 de janeiro de 2010

The Big Bang Theory



Ano: 2007
Elenco:
Johnny Galecki (como Leonard Hofstadter), Jim Parsons (como Sheldon Cooper), Kaley Cuoco (como Penny), Simon Helberg (como Howard Wolowitz) e Kunal Nayyar (como Raj Koothrappali)


Opinião e sinopse:
Demorei vários dias para ver os 17 episódios que compõem a primeira série da Série "The Big Bang Theory". Muito fixe!

"The Big Bang Theory é uma sitcom americana. A série conta a história de Leonard e Sheldon, dois nerds génios em Física que conhecem fórmulas indecifráveis, cuja inteligência, no entanto, não os ajuda a interagir com as pessoas, principalmente as mulheres."



terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A ilustre casa de Ramires



Autor: Eça de Queirós
Ano: 1900

Lido entre 29/05/2009 e 02/01/2010

Classificação: 1/5


Opinião e sinopse:
Primeiro de tudo, quero dizer que não gostei nada deste livro. Demorei 7 meses e meio para o ler, tinha excesso de personagens desnecessárias e acho que nem percebi a sua história na totalidade. Não recomendo.

"A história aparente narra a vida de Gonçalo Mendes Ramires, a sua chegada à política e as tradições familiares portuguesa, mas fica evidente a analogia que Eça faz com a História portuguesa, as suas mudanças políticas e a sua tradição. O administrador Gouveia, uma das personagens, chega a afirmar, nas últimas linhas da obra, que o seu amigo Gonçalo se parece com Portugal."

Ai sim? Evidente? Não reparei em nada disso.

E há quatro histórias em simultâneo:
(História 1) Gonçalo escreve uma novela; motivação da história
(História 2) Desejo de Gonçalo entrar na política –> Eleições para deputado
(História 3) O casamento da irmã e seu romance com Cavalleiro
(História 4)A possibilidade de um casamento com uma rica e bela viúva